A cuidar do nossos animais de estimação desde 2008

Tita

14 de setembro, 2015
      TITA
(Doce Tita, princesa, Titinha, como te tratávamos)
N. 04/2002 – F. 25/08/2015
Queria contar-vos uma linda história sobre uma Gata que me fez companhia por 13 anos de seu nome Tita Maria de Cunha e Sá, para os amigos Tita, Princesa, doce Tita, foi abandonada e colocada à porta da Clinica veterinária Vanessa Carvalho (agradeço do fundo do coração a quem a lá deixou) que a acolheu e tratou de arranjar uma família para ela, aqui entramos nós Ana Bastos e Mário Rui Ramos, após um telefonema da Tia Maria João Rocha a dizer que tinha para adopção uma gatinha muito bonita e meiga, resistimos pois já tínhamos o nosso Pirulito, mas lá fomos até à clínica e claro está apaixonamos - nos pela nossa Tita, trouxemo-la para casa, parecia um coelhinho assustado, tinha um pelo que parecia ao toque palha de aço, sempre a pensar que quando chegássemos a casa teríamos que voltar com ela à Clínica veterinária Vanessa Carvalho, pois o Pirulito iria ataca - la, mas qual não foi o nosso espanto assim que a retiramos da transportadora, fugiu para baixo da mesa da sala de jantar e bufava e atacava tudo o que mexia, mas depois de algum minutos mais agitados, instalou - se de pedra e cal e o Sr. Pirulito teve de aceitar, pois ela chegou instalou - se e mandou até hoje era a senhora e dona da casa a nossa Princesa ( como era conhecida ) por onde passava, pois tornou - se uma linda, meiga gata mas também muito dependente dos seus donos gostava das suas coisinhas no sitio que ela entendia e tinha as suas rotinas como saltar para cima dos donos as 5 horas da manhã para os acordar e para lhe darem água fresquinha da torneira, era alegre e brincalhona quando estava para ai virada corria atrás do Pirulito dos quartos para a cozinha e quando era da cozinha para os quartos lá vinha ela a ser perseguida pelo Pirulito, foram 13 anos cheios de peripécias e muito amor que recebemos, afeto verdadeiro e fiel, quando estávamos doentes ficava deitada ao fundo dos nossos pés, não sai dali nem para come ou beber apenas para ir á casa de banho mas voltava logo, aguardava que a febre descesse, ou que os donos estivessem melhores para ir ás sua rotinas, quando por alguma razão alguém chorava ela vinha logo para junto de quem chorava e muito aflita e dava marradinhas, ronronava como se dissesse não chores mais eu estou aqui, era a gata mais doce, carinhosa, obediente e adorava festas.
Era um animal sim eu sei mas melhor amiga não poderíamos ter, pois não pedia nada e troca aos donos, apenas que a tratassem como sempre faziam com amor. Eu pensei sempre que a minha Tita linda, doce e meiga que iria viver para sempre, mas isso não foi possível pois existem sempre malditas doenças, os sofrimentos e por mais que a tenhamos tratado e tentado salva - la, não foi possível, hoje ao fim da tarde partiu num sono meigo e profundo juntou - se a milhares de estrelinhas que já existem no céu, sei que acabou o sofrimento dela, pois finalmente descansou. A ti Tita a tua família humana agradece tudo o teu carinho, amor, marradinhas, ronrons e meiguice durante 13 anos da tua vida, estes teus donos vão chorar e recordar - te para sempre. Assim como todos os que tiveram o prazer de te conhecer pois para todos tinhas sempre muitos ronrons e lambidelas e deixavas com a tua calma que todos te fizessem festas, coisa que tu adoravas e estavas sempre pronta para receber e dar de volta, não poderia deixar de agradecer á tia Clínica veterinária Vanessa Carvalho e á tia Maria João Rocha que nos honraram a mim e ao Mário Rui Ramos em sermos os donos de tamanha doçura e que ao longo da tua vida cuidaram sempre da Princesa delas, com todo o afecto e carinho, assim como ao Hospital do Gato, na pessoa da Tia Joana Valente, que nos últimos 3 da sua vida a acarinhou, tentou salva - la, tratando - a como Princesa o nosso muito obrigado. Estes donos Ana Bastos e Mário Rui Ramos neste momento estão de coração e alma partida e perdida agradecem a todos o carinho, dedicação e ternura sempre demonstrada pela nossa pequena Princesa, que continuará sempre viva nos nossos corações, e sei que sob uma estrela ela passeará e continuará a zelar por nós.
Um agradecimento final e especial à Funerária Animal, pela forma como de um momento difícil nos aliviaram a dor pela forma carinhosa e humana como trataram da nossa menina, na última despedida, obrigado.
Até sempre Princesa TITA.