A cuidar do nossos animais de estimação desde 2008

Bi

28 de novembro, 2016
      Bi

07/01/2006 - 07/11/2016
O tempo passa sempre muito rápido quando somos felizes junto de quem amamos. Partiste cedo meu amor, mas ainda tranquilamente.
Foram muitas as brincadeiras; os miados; as “afiadelas” na minha cadeira e nos arranhadores; os passeios aventurosos pela varanda; as tardes ao sol; as corridas desenfreadas pela casa; etc. Animaste muito esta casa, não fosses tu a gata mais traquina e decidida.
Fazias questão de ter uma cadeira ou colo à hora da nossa refeição. Os nossos cozinhados despertavam-te a atenção e o paladar eheh.
De manhã, o pai já antevia o teu miado choroso e a tua presença à porta do quarto. Um gato precisa de tomar o seu pequeno - almoço não é?! À noite fazias-lhe companhia sentada quietinha no sofá da sala. Assim que o dono terminava o seu trabalho prolongado, pedias-lhe a ceia e esperavas que ele te deixasse ir dormir para a gaveta das meias. Já quando acabava a água no bebedouro eras a primeira a avisar os donos. E bem sabias onde ir procurar.
Bastava chamar o teu nome e baixar-me ligeramente para logo de seguida aninhares-te no meu colo. Nem a guitarra te impedia de vires para junto de mim. O meu espaço era teu.
Era tão engraçado ver-te esgueirar para dentro dos lençóis à procura do fundo da cama … que linda toupeira me saíste! Gostavas muito do sossego. Para saíres de lá era outra comédia.
Mudaste muito dentro desta família, tornaste-te cada vez mais meiga e carinhosa, mas sobretudo mudaste-nos a nós. Deixaste de ser a gata ruim e conquistaste os nossos corações. Pudemos sentir a força de um verdadeiro elo de amor.
 Levaste um bocadinho de nós.
 Descansa agora em paz minha linda.
 Onde quer que estejas, os teus olhos azuis vão sempre brilhar para nós.

Com amor e saudade, Inês.

P.S. Os teus irmãos mandam-te um miauu caloroso.
 A nossa família ama-te hoje e sempre <3